Banzé no Oeste (Blazing Saddles) – 1974

Olá Saudosistas de plantão!

O Mês de Agosto será especial!

Neste mês homenagearei o grande ator e humorista Gene Wilder.

Gene Wilder

Darei a oportunidade para aqueles que não o conhecem, de conhecer algumas de suas brilhantes atuações como por exemplo, nos filmes Banzé no Oeste, O Jovem Frankenstein, A Dama de Vermelho e por aí vai!

Gene Wilder como Wacko Kid em Banzé no Oeste

Gene Wilder como Willie Wonka no filme
A Fantástica Fábrica de Chocolate

E nesta primeira resenha vou falar um pouquinho sobre o filme Banzé no Oeste de 1974 dirigido pelo tão igualmente brilhante, Mel Brooks.

Vamos lá!

Com certeza todos nós já assistimos algum clássico filme de Western (Velho Oeste) onde esperamos ver obviamente o Xerife, O Bandido, O Índio Guerreiro, O Pistoleiro mais rápido do Oeste, A Donzela, O Capanga, e aquela pacata cidadezinha não é mesmo? E lógico, muito tiroteio e duelos de tirar o fôlego.

Em Banzé no Oeste teremos a oportunidade de ver as mesmas coisas só que de forma totalmente engraçada e com cenas pra lá de hilárias.

Tudo acontece na cidade de Rock Ridge, pequena e pacata mas que está prestes a ser palco de uma verdadeira bagunça (banzé), pois é nesta cidade que passará uma ferrovia que chama a atenção do promotor, empresário e especulador Hedley Lamarr (brilhantemente interpretado pele engraçado ator Harvey Korman).

Harvey Korman

Um parênteses sobre o ator Harvey Korman: Na minha opinião ele faz uma comédia extremamente difícil, pois ele consegue tirar risadas hilárias fazendo o tipo sério. É espetacular! E na maioria de seus filmes é assim, sério e hilário ao mesmo tempo!

Bom, continuando: Hedley por sua vez “arregaça as mangas” literalmente e começa a aterrorizar os moradoras da cidade e arquitetar um verdadeiro complô para adquirir a cidade toda para tirar vantagem e ganhar muito dinheiro.

Detalhe sobre os moradores da cidade: Todos eles se chamam Johnson (kkkk)

Hedley contrata um bando de marginais pistoleiros para amedrontar a pacata cidade e hostilizar os moradores, e é nessa que o atual xerife da cidade “bate as botas”, vai para cidade dos “pé-junto” kkk.

Hedley então tenta persuadir de forma inteligente o governador trapalhão da cidade, Willian J. Le Petomane (brilhante Mel Brooks) a nomear um novo xerife para “banir” os arruaceiros da cidade e, por influência de Hedley, o governador nomeia um novo xerife.

parte da gangue de arruaceiros atrapalhados

O Governador da cidade, Willian J. Le Petomane (Mel Brooks)

A partir daí começa o banzé todo!

O nomeado é um cara extremamente atrapalhado e muito carismático de nome Bart (Cleavon Little) que por ser negro, começa a sofrer o preconceito dos moradores a ainda terá que tentar conter a desordem instituída pelos marginais pistoleiros. Só que Bart , assim como o governador, não faz a mínima idéia de que estão sendo peças neste jogo articulado por Hedley.

Bart (Cleavon Little)

Agora como xerife, Bart precisará de um auxiliar! É quando conhece um prisioneiro de nome Wacko Kid (Gene Wilder) conhecido na cidade como o pistoleiro mais rápido do oeste. Wacko é um bêbado e por assim dizer “aposentado”.

Pronto…agora sim o caldo entorna de vez! kkk

Wacko Kid (Gene Wilder) com o então nomeado
Xerife Bart em uma das cenas mais hilárias do filme

Ó o banzé se formando!

Agora meu amigo, quem não viu este filme está perdendo tempo! Corre lá na sua locadora e veja se tem este filme. Se tiver pegue rapidinho e ria muito.

Esta comédia hilária recebeu 3 indicações ao Oscar nas categorias: Melhor Atriz Coadjuvante (Madeline Kahn), Melhor Edição e Melhor Canção Original – Blazing Saddles.

Até a próxima pessoal!

Para ver mais resenhas da coluna Túnel do Tempo clique aqui

Trailer:

 

Julio Cesar
Administrador de empresa. Nas horas vagas curte um bom game e curte assistir juntinho com a esposa dezenas de filmes por semana. Gosta de instrumentos musicais como contra-baixo, sitar indiano e percussão. Seu maior objetivo como gamer é, um dia, ou em alguma galáxia distante, detonar Shadows of the Colossus!

Julio Cesar publicou 64 posts. Veja outros.

Publicidade

  • MARCIUS VINICIUS

    Que falta faz esse tipo de comédia nos chatos dias atuais!