Enigma11 [Catálogo] O Enigma do outro mundo   O primo feio....muito feio...do E.T. de Spielberg

O ano era 1982, o mundo inteiro se encantava com o alienígena bonzinho que foi esquecido na Terra e desenvolveu uma linda amizade com o menino Eliot. O que isso tem a ver com o filme foco desta coluna? Simples…o E.T., que diziam não fazia mal a ninguém, acabou com o filme de John Carpenter e mais tarde viria a acabar também com o Atari, mas isso é outra história.

O fato é que o Enigma de Outro Mundo (The Thing, no original) estreou apenas duas semanas após E.T. nos cinemas americanos, e pegou o mundo inteiro apaixonado pelo pescoçudo fofinho. Numa época em que todo mundo queria ter um E.T. dentro de casa, as criaturas grotescas deste filme foram massacradas pelos críticos e rejeitadas pelo publico. Assim como o E.T. caiu nas graças do público merecidamente, o seu primo mais feio e malvado foi um tremendo fracasso. Vejam como uma decisão errada de um executivo sobre uma simples data de lançamento pode aniquilar o que deveria ter sido um grande sucesso.

enigma2 [Catálogo] O Enigma do outro mundo   O primo feio....muito feio...do E.T. de Spielberg

Olhem pra mim…eu também sou pescoçudinho

O filme é dirigido por John Carpenter, famoso pelo super clássico Halloween, mas que também fez outros filmes excelentes como “Christine, o carro assassino”, baseado no livro homônimo de Stephen King (Christine é também o nome de um Santana 89 que eu tive e que tentou me matar algumas vezes, mas isso não vem ao caso) e “Os aventureiros do bairro proibido”, um dos maiores clássicos de aventura dos anos 80.

Foi neste filme a primeira vez que Carpenter dirigiu Kurt Russel, com quem voltaria a trabalhar no próprio “Aventureiros…” e também no razoável “Fuga de Nova York” e, mais tarde, em “Fuga de Los Angeles”que não vale a pena nem ser comentado.

enigma3 [Catálogo] O Enigma do outro mundo   O primo feio....muito feio...do E.T. de Spielberg

Sim, nos anos 80 isso era cabelo de macho

A história se passa na Antártida, em uma estação de pesquisa americana, logo de cara, após uma cena descartável de nave caindo na Terra, vemos um helicóptero de pesquisadores Noruegueses perseguindo um inocente husk siberiano que tenta se salvar correndo pela neve até que alcançam a base americana. Neste momento os trapalhões noruegueses conseguem, sem nenhuma ajuda, explodir o próprio helicóptero e atirar em um americano ao tentar acertar o cachorro. Claro que os americanos revidam e acabam com o único norueguês que havia sobrado.

Mas por que os Noruegueses estavam atrás do pobre cachorro? Eles logo deduzem que é um caso de “cabin fever”, termo usado para designar um determinado tipo de paranóia que acontece quando pessoas são enclausuras em um mesmo lugar por muito tempo, elas começam a ficar malucas (talvez isso explique por que aquelas gostosas do BBB acabam dando pra aqueles caras esquisitos). Cabin Fever também é o nome de um ótimo filme que com certeza será foco desta coluna em breve.

Mas a fim de descobrir o que realmente aconteceu, um piloto e um médico resolvem ir até a base norueguesa, lá chegando encontram um cenário de destruição e os restos mortais de uma criatura totalmente deformada que resolvem levar com eles para análise.

A partir daí o filme começa a mostrar a que veio. Descobrimos que o cachorro, na verdade é um ser alienígena, que tem a habilidade de morfar e assumir a forma de qualquer coisa que come. Quem está acostumado a ver a delicia da Mystique (Rebecca Romijn) em X-Men se transformando não faz idéia do que é realmente uma metamorfose de um ser biológico, feita com um pouco mais de realismo. O trabalho aqui é feito com maestria e temos algumas das cenas mais nojentas da história do cinema (depois da atuação de Jim Carey em Ace Ventura).

enigma4 [Catálogo] O Enigma do outro mundo   O primo feio....muito feio...do E.T. de Spielberg

Uma cabeça com pernas de aranha e olhos de sirí? Como ninguém havia pensado nisso antes?

Lembre-se que estamos em 1982 e não havia este monte de computadores espetaculares sendo mal utilizados para criar monstros falsos em CGI, aqui é tudo feito com borracha, robótica, marionetes e um pouco de stop motion. Tá certo, um pouco mais de stop motion do que deveria, mas nada que estrague o filme, as criaturas são realmente grotescas.

E quem pensa que o filme é só um banho de sangue e gore pra tudo que é lado se engana. Como em determinado momento ninguém sabe mais quem é humano e quem já foi devorado, Carpenter passa a trabalhar com maestria este lado do suspense. Todos começam a desconfiar uns dos outros, a tensão psicológica e a pressão chegam ao extremo a medida que os alienígenas são revelados das maneiras mais nojentas possíveis. Gore, suspense e sustos na medida certa. A cena do desfibrilador é espetacular.

“The Thing” já foi lançado em DVD e Blu-Ray no Brasil, mas não é muito fácil de ser encontrado. Se achar, compre por que vale a pena. Está disponível também no Netflix.

enigma5 [Catálogo] O Enigma do outro mundo   O primo feio....muito feio...do E.T. de Spielberg

Curiosidades:

– O filme é tratado como uma refilmagem de O Monstro do Ártico de 1951, mas quem assistir aos dois filmes verá que não tem muito em comum, exceto o plot principal.

– Ainda na onda dos filmes do tipo “Origem”, um novo filme saiu em 2011, mostrando a história dos Noruegueses 3 dias antes do inicio do filme de Carpenter. Também vale a pena. Já falamos sobre ele aqui no FG.

– Um dos poucos filmes onde não existe nenhuma mulher no elenco e ainda assim faz sucesso entre os homens.

– Com certeza os criadores do game Dead Space são fãs deste filme, basta ver as semelhanças entre as criaturas.

Trailer original

* – Texto de minha autoria publicado no blog Nós Geeks em 2011