Esqueça Harry Potter, a verdadeira magia do cinema, quem nos traz é Martin Scorsese com sua maravilhosa homenagem ao cinema em A invenção de Hugo Cabret, indicado a 11 categorias no Oscar 2012. 

09062401 blog.uncovering 300x215 Crítica  Hugo Cabret e a Magia do Cinema

Georges Méliès o homenageado de Scorsese em Hugo

O pai do cinema como o conhecemos, para quem não sabe, foi George Méliès. Foi esse mágico e artista que viu na invenção dos irmãos Lumière a possibilidade de contar histórias e o fez com genialidade em seus mais de 500 filmes, sendo atribuidas a ele algumas das descobertas de linguagem cinematográfica.

09062404 blog.uncovering 300x225 Crítica  Hugo Cabret e a Magia do Cinema

Viagem a lua / 1902

 

Seu mais famoso filme Uma Viagem a Lua, é obrigatório a qualquer cinéfilo e mesmo sendo preto e branco, antigo e um tanto ingênuo, é lindo de se assistir e diversão garantida.

 Infelizmente, Georges Méliès não teve o grande final que um diretor de seu porte merecia. Para quem quiser saber mais sobre essa figura importante da história do cinema, eu recomendo o documentário Le Grand Méliès (1952) de Georges Franju. 
Voltemos ao filme: Hugo é um órfão que vive ajustando os relógios da estação de trem enquanto procura os pedaços que faltam para consertar o autômato encontrado pelo seu pai. O seu principal alvo é a loja de brinquedos de um senhor rabugento. É nas descobertas de Hugo, cinéfilo como nós, que o filme desenrola a sua magia e redescobre a figura de um dos mestres do cinema.
hugo cabret 300x200 Crítica  Hugo Cabret e a Magia do Cinema

A Invenção de Hugo Cabret

Ainda que alguns mais cínicos consigam apontar essa ou aquela falta, difícil é não se contagia pela magia do filme e deixar-se levar pela arte de contar histórias. A invenção de Hugo Cabret é, afinal de contas, uma carta de amor ao cinema escrita por um dos melhores diretores atuais e uma homenagem a Méliès que ganha com esse filme, um final digno de seu talento. Obrigado Scorsese por nos trazer a magia do cinema de volta as telas com Hugo e elevar o 3d a um novo patamar e nos levar de volta a infância com esse maravilhoso filme. 

 

 Crítica  Hugo Cabret e a Magia do Cinema

Ben Kingsley como Georges Méliès