[16Bitsfever] Jewel Master (Mega Drive)

O verdadeiro Senhor dos Anéis.

j1
Como eu já comentei em algum outro texto, a ideia da coluna 16Bits Fever não é trazer apenas os clássicos, mas também jogos bons (em minha opinião) que por algum motivo não ficaram tão conhecidos pelo publico geral.
Jewel Master é um deles, por eu considerar esse jogo um dos mais belos do Mega Drive em questão gráfica e sonora, e, é claro, é muito divertido, faço questão de escrever sobre ele essa semana, então vamos relembra-lo (ou conhecê-lo).

j3

O jogo e a história:
Um jogo de ação no estilo plataforma, onde o seu imenso personagem anda pelas fases e vai destruindo com tiros e magias os inimigos que aparecem pela fase e no final de cada uma você irá enfrentar um chefe. Este game tem uma excelente pitada de RPG, até porquê as suas magias (ou tiros) variam de acordo com as configurações dos anéis que você cria.

Jewel Master
Já a historia se foca no reino de Mithgard que foi dominado pelo demônio Jardine e esse demônio estava tocando o terror e quase dominando todo o reino quando Jewel Master recebeu a missão de recuperar os anéis dos quatro elementos para só assim conseguir construir a espada capaz de aniquilar Jardine.

 j7

Gráfico e Som:
Se eu tivesse que mostrar a beleza do Mega Drive através de um jogo, eu usaria ou Sonic ou Jewel Master. Afinal esse game parece usar toda a capacidade do console para detalhar belíssimas imagens, lembrando que o seu personagem é bem maior em comparação com a maioria dos heróis tradicionais, mas a beleza não está no personagem principal e sim nas belas fases que você vai passando durante o jogo. Lindas florestas, desertos, cavernas e geleiras são apenas algumas dos lugares que você irá passar, um belíssimo efeito de paralaxe (que é aquele efeito de onde o cenário do fundo se desloca em velocidade diferente de onde está o seu personagem).

 

j5

jewel5

A parte sonora é outra obra prima, uma mistura de música instrumental com eletrônica, só que em um ritmo mais calmo, não tão tecno como a maioria dos games.

Dê um play abaixo e ouça a bela melodia da abertura desse game


Dificuldade e diversão:
Por ser um personagem grande, dá a impressão que ele é lento, mas como os inimigos também vêm no mesmo ritmo o game está bem equilibrado, se bem que até pegar as manhas nos controles corre-se o risco de muita gente acabar desistindo do jogo, ou seja, ele acaba parecendo difícil, mas não é.

A parte RPG do game é pouca, ou seja, não precisa assustar aquelas pessoas que não gostam de textos nos jogos. Esse game usa apenas a melhor parte de um game de RPG que é a configuração das armas para matar os chefes. Isso também é o que vai ajudar e muito a deixar o game mais fácil.

Não é difícil saber qual é a melhor arma para cada chefe, exemplo: Um pássaro de fogo resiste menos aos tiros dos anéis do elemento Água. É mais ou menos assim que a coisa funciona.

jewel4

O seu herói vai alterando os poderes e de um fraco soco com fogo da primeira fase, você conquista excelentes e poderosas magias que percorrem boa parte da tela. E é extremamente divertido ir perseguindo essa evolução.

j6
Por isso esse jogo costuma conquistar aqueles jogadores teimosos que insistem no game.

Conclusão:
Como eu já disse, esse é o meu xodó, Jewel Master é um game que eu só conheci no final da era Mega Drive, mas jogo ele até hoje, mesmo através de emuladores (eu jogo no PSP) ele consegue passar toda a diversão do gameplay e até a beleza sonora e gráfica do game. Minha nota para Jewel Master é 9 de 10.

j8

Bom game e até a próxima.
Fui pro game…

Leandro Vallina
Formado em Comunicação Social. Tem como prioridade na vida cuidar da filha, jogar videogame, alimentar e passear com os cachorros, alimentar e passear com a esposa e jogar mais um pouco de videogame.

Leandro Vallina publicou 1130 posts. Veja outros.

Publicidade