[Botão Solitário] Bobby is going home (ATARI)

Como é divertido brincar na rua, mas uma hora você tem que ir pra casa, é ai que o perigo aparece.

bobby3

Uma das coisas divertidas de se escrever sobre games velhos antigos. É que nossos textos são recheados de boas lembranças dos bons tempos de criança. Um dos games que eu mais joguei no Atari é o que mais me traz boas recordações e é dele que vamos relembrar na nossa coluna Botão Solitário.

Bobby is going home.

Um verdadeiro clássico do Atari e um dos games mais difíceis de ser encontrado, eu me recordo que na hora do recreio intervalo da minha escola (lá pelo ano de 85) a disputa era grande para realizar as trocas de cartuchos de Atari, e sempre tinha um “riquinho” da turma que tinha quase todos os games do console e um dos games mais disputados era o do Bobby.  Eu só consegui trocar uma vez com ele, e fiquei com o cartucho por um final de semana, e posso afirmar que foi um dos melhores finais de semana daquele ano.

Lembro-me até hoje que todos os meus colegas tocavam a campainha da minha casa, mas a minha mãe, que não curtia bagunça em casa, acabou barrando a galera e foi aí que eu passei o sábado inteiro jogando o game, mas já no domingo eu não aguentei e fui até a casa de um colega meu com o cartucho na bolsa para passarmos o domingo jogando entre amigos. É claro que eu me lembro também que naquele domingo eu menti muito para os meus amiguinhos, afinal eu falei que joguei tanto o game no sábado a noite que cheguei a terminar o game e até inventei um final fictício e coisas do tipo. Mas é claro que a minha mentira foi por agua abaixo naquele domingo mesmo. E o game, como quase todos os games do Atari, não tem final e apenas vai mudando de nível e ficando cada vez mais difícil.

O jogo:

Um game plataforma, onde Bobby precisa voltar pra casa, mas durante o percurso ele tem que desviar de animais, objetos em movimento, pontes e buracos.  O seu personagem só tem duas ações a realizar durante o game. Andar e pular. Acho que esse game já demonstrava para muitos o que poderia acontecer se existisse um bom game de plataforma. Acredito seriamente que Bobby foi uma boa inspiração para o game do Super Mario Bros, que veio anos depois.

 bobby2

História:

Como quase todos os games de Atari, a historia não é muito desenvolvida, nesse a gente pode decifrar pela capa do cartucho que Bobby está na rua e precisa apenas voltar pra casa, não dá pra saber onde ele estava (escola, casa de amigos, etc) apenas sabemos que ele precisa retornar, mas a sua missão não será nada fácil.

bobbycart

Gráficos e som:

Os games do Atari são em sua grande maioria com pouquíssimas cores e em boa parte deles as cores usadas são escuras. Bobby é um game alegre e com cores vibrantes. Nada como jogar um game onde o fundo da tela não é todo preto como ocorre na maioria dos games desse console, Hero, Megamania entre outros. Os gráficos são bem desenhados é claro que temos que levar em consideração o poder do console, mas dava para distinguir boa parte dos inimigos e objetos que apareciam na tela, tudo é claro. O som do game também não fazia feio, afinal estávamos acostumados com apenas os efeitos especiais nos jogos do Atari, e quando um game apresenta uma trilha sonora, mesmo sendo bem simples, já é algo para se admirar.

bobby4

Jogabilidade e dificuldade:

Anda e pula, mas não tenta pular em cima dos inimigos que isso não funciona aqui. Quem está acostumado a jogar apenas os games da atual geração, pode sentir um grande delay no controle dos jogos antigos, principalmente o Atari, mas esse é um problema apenas de adaptação. Outra característica dos games desse console é que as únicas diferenças entre as fases são apenas o aumento da velocidade e uns inimigos a mais, e com isso, aumentando a sua dificuldade. Bobby é um game extremamente difícil, porém uma das maiores dicas para se dar bem nesse jogo é pegar o tempo exato dos pulos e principalmente ter paciência, não adianta tentar sair andando em direção ao final da tela sem parar e apenas pulando, muitas vezes o seu personagem terá que recuar (e muito) para conseguir passar um certo obstáculo. Por isso mesmo, aqueles que não têm pressa e são mais pacientes conseguem ir mais longe nesse game.

Conclusão:

Bobby é um game para se conhecer ou apenas matar a saudades, ainda mais se você tiver boas lembranças das vezes que você jogou esse game na época que o Atari era o console do momento. Infelizmente esse game não tem mais o poder de reunir um grupo de amigos para passar o domingo jogando, é mais fácil isso ocorrer com um Black Ops ou Street Fighter, mas mesmo assim vale muito dar uma olhada em um game que muito provavelmente mostrou ao mundo que os jogos que possuem personagem que andam e pulam podem ter uma carreira muito promissora.

Minha nota para Bobby é 7 de 10

Veja abaixo um gameplay de 2 minutinhos, onde eu jogo um pouco o game para relembrar, dê um Gostei no vídeo, assim eu me empolgo e faço uma porrada de vídeos de + jogos antigos 🙂
Abraços e até a próxima.

Fui pro game…

Leandro Vallina
Formado em Comunicação Social. Tem como prioridade na vida cuidar da filha, jogar videogame, alimentar e passear com os cachorros, alimentar e passear com a esposa e jogar mais um pouco de videogame.

Leandro Vallina publicou 1206 posts. Veja outros.

Publicidade