Crítica – Guerra Mundial Z

Não precisa ser fã de zumbis para gostar de Guerra Mundial Z, até por que não há zumbis neste filme.

world_war_z-wide

O mais novo filme de Brad Pitt (que além de protagonista também é produtor do longa) e do diretor Marc Forster (de “Mais estranho que a ficção”) é na realidade um filme de ação, que mostra como ficaria o mundo depois de uma infestação de uma variável altamente  agressiva do vírus da raiva que transforma humanos em seres violentos e velozes.

world-war-z-f-85558O maior diferencial em relação aos zumbis na realidade não é a causa e sim o comportamento (ou motivação) dos infectados. Eles não atacam para comer, eles atacam para morder e o fazem de forma absolutamente descontrolada. Uma vez que a vitima tenha sido mordida e o vírus transmitido, eles partem em busca da próxima deixando o novo “zumbi” prontinho pra ação quase que instantaneamente.

Esse comportamento do vírus que domina a mente dos humanos em busca apenas de se espalhar o mais rápido possível  é que faz a infestação ser tão avassaladora e acaba sendo o grande diferencial do filme. Quem viu os trailers já notou o quanto é divertido ver milhares de corpos correndo e se empilhando feito loucos atrás das vitimas.

url-15

Sem dúvidas esse comportamento, apoiado por excelentes efeitos especiais, é a coisa mais legal do filme. Ver os seres descendo escadas rolando, ou ultrapassando muros na base do empilhamento como se fossem uma grande corrente de um liquido imparável é divertidíssimo e arrepiante.

O único ponto negativo fica por conta da ausência quase total de sangue e gore. A maioria das cenas fortes acontecem “off-screen” por uma opção dos produtores a fim de evitar a censura 18 anos, o que certamente resultaria em menor bilheteria.

Pitt está excelente como sempre e praticamente é o único destaque no elenco formado por grandes desconhecidos (dizem que Mattew Fox, de “Lost”, está no filme, mas a maioria das cenas dele não entraram no corte final).

World-War-Z-Helicopter

Inclusive a atriz que interpreta a esposa pesarosa é Mireille Enos, uma desconhecida inacreditavelmente feia, achei ela a cara do Peter Weller (o Murphy de “Robocop”) e não conseguia parar de pensar que mesmo entre as contaminadas, o Brad Pitt arrumaria coisa melhor.

Mireille-Enos-in-World-War-Z-2013-Movie-Image1

Corra Brad! Corra e não olhe para trás!

Mas a ausência total de mulheres gostosas não tira nem um pouco o brilho do filme, que é ação do primeiro ao último minuto. Não temos aquela primeira meia hora de apresentação do background dos personagens, o filme já começa com o bicho pegando e vai assim até o final sem deixar o expectador ter tempo de respirar.

world-war-zAs cenas de ação são absurdamente tensas, a todo momento você pensa se realmente terão coragem de matar o protagonista até que…(hehe…não vou dizer aqui) e são intercaladas apenas com cenas de pura agonia como pessoas mordidas sendo obrigadas a se mutilar ou se matar ou a já clássica cena da asmática que perdeu sua bombinha, utilizada pela primeira vez no clássico “A Mão Que Balança o Berço” e repetida centenas de vezes desde então.

Enfim, Guerra mundial Z pode até entrar em uma relação de filmes de zumbis devido à natureza morta-viva das criaturas, mas é na verdade um filme de ação, muita ação, que vai divertir qualquer fã de aventura, seja ele discípulo de Romero ou não.

Nota do Autor: 8
Nota do público:(3 votos) 9.6
Dê a sua nota:

Trailer HD legendado:

 

Mau Franco
Formado em ciências da computação e pós-graduado em administração e gerenciamento de projetos, trabalha 9 horas por dia em uma grande empresa. O pouco tempo que lhe resta é passado com sua esposa, filhos, cachorros, alguns poucos games e algumas centenas de filmes.

Mau Franco publicou 278 posts. Veja outros.

Publicidade

  • Stefanny Oliveira

    Cara, eu gostei muito do filme. Teve esse diferencial dos zumbis que conhecemos (The Walking Dead), sem contar as cenas off-screen que, na minha humilde opinião, deixaram o filme bem leve (estou tão acostumada em ver cabeças esmagadas em TWD que achei super fraco o filme nesse quesito xD). Gostei do modo como terminou também, não vimos o “mundo totalmente salvo e sem os zumbis”. Pra quem curte, vale realmente a pena assistir, só não esperem sangue e tripas e coisas nojentas haha.

    • Danillo

      Então os zumbis que você conhece são os do TWD? Pois são os zumbis mais fracos da historia. Mesmo nos primeiros filmes de zumbis lá atras na década de 50 com poucos recursos visuais os zumbis eram mais ”temidos” e assustadores. Claro, isso levando em conta que você ta vendo a série e não lendo as HQ’s, que é onde a historia é pelo menos mais interessante, vide o fato de o Governador matar a esposa e a filha do Rick com um tiro, e na série teve toda aquela coisa homo afetiva do parto e toda aquela melação imbecil…

      • Stefanny Oliveira

        Na verdade, me foquei no fato dos zumbis comerem carne humana, o que não ocorre nesse filme: eles somente mordem e vão embora. Rindo da coisa homo afetiva IHDIASD

  • Rennan Agnus

    Gostei muito do filme e acho q a falta de gostosas pode ter sido um jeito de fugir dos clichês. Mas o pensamento de “pqp, até eu pego coisa melhor q essa mulher” é inevitável. Típico filme “tá faltando coisa nesse final…”, mas tds sabemos o pq disso.

    • mau_franco

      Rennan, é isso mesmo.
      Impossível não pensar que o Brad Pitt conseguiria coisa melhor, afinal ele é casado com a Angelina. hehehehe!!!

      Mas mulher gostosa nunca foi clichê, é fundamental para qq filme assim como uma boa iluminação. hahaha!!!

      E sim, teremos continuação provavelmente.

      Abraço,

      • Rennan Agnus

        Crítica da crítica da crítica é foda! kkkkk

        • mau_franco

          Já estamos num bate papo. hehe!

          Abs,

  • Gilberto Mattos

    Achei o filme excelente mas achei muitas pontas soltas no filme:
    1. Tommy some da história
    2. A cena da farmácia realmente desnecessária
    3. Dedos de um cara incinerado se mexendo
    4. Na Coreia, um cara dá um anel que deveria ser entregue à sua mãe… onde foi parar o anel?

    As demais contém Spoiler… mas num todo o filme ficou excelente na MINHA opinião.