Red Dead Redemption: Undead Nightmare – [Gelo na Espinha]

Aproveitando a euforia com o lançamento de GTA V, resolvi trazer uma análise sobre uma DLC de outro grande sucesso da Rockstar Games.

 

Capa

“Undead Nightmare” é uma DLC que adiciona mortos-vivos ao enorme mundo de Red Dead Redemption (RDR).

A história é totalmente diferente da original e também não tem ligação alguma com a trama. A jogada foi criar um jogo dentro de RDR com um história totalmente diferente. Imagine Undead Nightmare como se fosse um pesadelo do protagonista John Marston, ou algo do tipo.

rdr-undead-trailer

Na trama, a mulher e filho de John Marston são infectados com uma praga que se espalha rapidamente pela fronteira americana, transformando quase toda a população das cidades em zumbis. Então, Marston resolve ir atrás de uma cura para salvar sua família. Além de Abigail e Jack Marston (Esposa e filho de John, respectivamente) vários outros personagens conhecidos na história original voltam a aparecer, como o Xerife Johnson, Bonnie McFarlane, Nigel West Dickens entre outros. A diferença é que agora o clima está sombrio e pesado entre os conhecidos.

2

As coisas que você fazia no jogo original foram misturadas com um toque morto-vivo. Por exemplo, missões de recompensa foram substituídas por buscas de sobreviventes desaparecidos e esconderijos de gangues por cemitérios infestados de zumbis, animais também estão infectados com a praga e estão mais brutais do que antes.  Tudo foi adaptado, fazendo com que o vasto mundo de RDR se tornasse o mais sombrio possível.

Cavalos

Uma das novidades que mais me chamou a atenção foi a adição de quatro cavalos místicos, que podem ser domados. (A Peste, A Fome, A Morte e A Guerra, da esquerda para a direita).

Baseados na bíblia, os Quatro Cavalos do Apocalipse são seres presentes no universo de Undead Nightmare que podem ser domados e que possuem “poderes” próprios.

A Peste: Deixa um rastro de doença por onde passa e é quase imortal.

A Fome: Tem um enxame de gafanhotos ao seu redor e não se cansa nunca.

A Morte: Deixa um rastro de neblina por onde passa e uma força sobrenatural explode a cabeça de qualquer zumbi que entre em contato.

A Guerra: Tem o corpo coberto por chamas e faz com que qualquer zumbi que entre em contato queime até a morte.

Além dos quatro cavalos do apocalipse, a DLC ainda faz com que o jogador tenha contato com um pé-grande.

A DLC não fez mudanças só no singleplayer. Quem compra o complemento do jogo pode jogar um modo chamado “Undead Overrun” no multiplayer. O modo insere os jogadores em um mapa limitado, onde várias hordas de inimigos surgem e com o passar do tempo, os mortos-vivos ficam mais fortes, rápidos e resistentes. Quando o jogo começa, um medidor vermelho e uma contagem regressiva surgem na tela. Quanto mais zumbis os jogadores matarem, mais o medidor se enche. Quando completo, a contagem para e os jogadores que foram mortos na partida revivem para uma segunda chance.

Caso o tempo acabe, a “morte súbita” é iniciada, fazendo com que mortos-vivos surjam sem parar e causem mais danos aos jogadores. Neste modo a morte é inevitável, então o objetivo é sobreviver o máximo que conseguir.

boomrt

Modo “Undead Overrun”.

Para quem jogou e gostou de Red Dead Redemption, sugiro que compre a DLC “Undead Nightmare” para uma nova aventura recheada de zumbis ao estilo velho oeste.

Minha nota para a DLC é de 8/10.

Confira o trailer legendado:

 

A DLC está a vende no Playstation 3 e Xbox 360.

Rhuan Passos
Estudante de Comunicação Social que sonha em ser diretor de cinema, ou quem sabe um escritor bem sucedido. Apaixonado por cinema e videogames desde que se entende por gente. Atualmente está escrevendo um livro sangrento sobre apocalipse zumbi.

Rhuan Passos publicou 24 posts. Veja outros.

Publicidade