[Scary Shit] A Invasora – À l’intérieur

inside_dvd_box_art

Mais uma vez venho aqui na coluna Scary Shit pra fazer uma crítica de filme “estrangeiro”, ou seja, de fora de Hollywood. Não que não tenhamos boas produções por lá, é onde mais temos, mas gosto de usar meu espaço aqui no site também pra dar dicas de filmes bons que muita gente não viu.

invasora-3

 

Hoje vou falar de um filme francês, de 2007, que não atingiu muita gente apesar de ter, certamente, impressionado todos que o viram.

Me refiro a “A Invasora” (“À l’intérieur”, no original em Francês e “Inside”, em uma tradução mais correta para o Inglês). O nome do filme se refere a “dentro”, e isso pode ser interpretado de duas formas, seja dentro da casa já que é mais um filme de invasão de domicílio ou, como eu prefiro pensar, dentro da protagonista. Calma, não estou falando de pornô (ainda não estreei esta coluna, hehe)

a l'interieur 1

No filme conhecemos Sarah (Alysson Paradis que só quem acompanha o cinema francês talvez conheça) que logo no início do filme perde o marido em um terrível acidente de carro, quando ela, inclusive, estava dirigindo o veículo. Milagrosamente ela, e o bebê que está esperando, sobrevivem ao grave acidente, mas Sarah acaba se isolando da sociedade em depressão.

Beatrice+Dalle+dKABtAO0BtomAlgum tempo depois, já na reta final de sua gravidez, na véspera de natal, ela decide passar a noite sozinha em casa já que tinha tudo o que precisava ali, dentro de si. Ela queria apenas curtir os últimos dias com seu neném dentro de sua barriga, mas não imaginava o quanto isso iria ser difícil.

Uma estranha (Béatrice Dalle, que é até muito bonita, só precisa juntar aqueles dentes) bate à sua porta, aparentemente precisando de ajuda mas quando Sarah se recusa a deixa-la entrar, a verdadeira face da maluca aparece, ela invade a casa e o filme começa a jorrar sangue por todos os lados. Ela quer roubar o filho de Sarah, e não está disposta a esperar o neném nascer pra fazer isso.

A tensão é mantida em uma crescente incessante até o final, que eu garanto ainda vai te deixar algumas horas perplexo, tentando digerir o que acabou de ver.

insideAo invés de sustos e mais sustos, os diretores Alexandre Bustillo e Julien Maury optam por cenas claras, sanguinárias e extremamente arrepiantes.

Até mesmo cenas mostrando o neném, ainda dentro do útero, acompanhando o sofrimento e desespero da mãe, são mostradas e servem parta deixar o espectador com uma desesperadora sensação de pavor.

Um filme muito bom para quem tem estômago forte e gosta de filmes tensos, não é apenas um banho de sangue.

Apesar de não faltar sangue e gore, o forte do filme é a tensão e o desespero criados e sustentados por excelentes atuações, principalmente da invasora, uma das psicopatas mais malucas dos últimos tempos.

inside-movie-scissors

Deixo apenas um aviso, se você acha que vai ser perturbador demais ver um filme de terror envolvendo uma mulher grávida e violência explicita, inclusive contra o ventre da mulher, não assista este filme.

invasora-1

E, pelo amor de Deus, não assista se você estiver grávida…

Trailer francês:

Mau Franco
Formado em ciências da computação e pós-graduado em administração e gerenciamento de projetos, trabalha 9 horas por dia em uma grande empresa. O pouco tempo que lhe resta é passado com sua esposa, filhos, cachorros, alguns poucos games e algumas centenas de filmes.

Mau Franco publicou 274 posts. Veja outros.

Publicidade

  • Sue

    Os franceses realmente sabem fazer bons filmes de terror. Apesar de ter detestado com todas as minhas forças o final, o gore presente nele deixa o de Martyrs no chinelo. (E Martyrs já é muito bom). Grávidas, passem longe desse filme. =( rs

    • mau_franco

      Valeu Sue…
      Eu ainda cho o Martyrs mais forte que este…
      Mas aqui o clima de tensão é pior…