FGcast #44 – Hellraiser

FGCast

No FGcast #44 Mau Franco, Leandro Vallina, Marcelo paradella e Rayana Lima relembram um dos maiores clássicos do cinema de horror. Hellraiser de Clive Barker.

Neste episódio, relembre como os efeitos especiais páticos podem ser maravilhosos e terríveis, aprenda por que é importante ter muito cuidado ao mover um sofá ou um colchão, aprenda a contratar mendigos para completar elenco e entenda que cubos mágicos são coisas do demônio.

Faça o download ou ouça diretamente no player ao final deste post.

Não se esqueça de deixar seu comentário.

Já respondeu à Podpesquisa 2014? Não leva 5 minutos e ajuda muito os produtores de podcast de todo o Brasil.

Escute o podcast do filme também no youtube

Comentado no Cast:

Trailer original legendado:

Canal filmes e games no Youtube.

Filme “Do Além” de H.P. Lovecraft.

Mau Franco
Formado em ciências da computação e pós-graduado em administração e gerenciamento de projetos, trabalha 9 horas por dia em uma grande empresa. O pouco tempo que lhe resta é passado com sua esposa, filhos, cachorros, alguns poucos games e algumas centenas de filmes.

Mau Franco publicou 282 posts. Veja outros.

Publicidade

  • Joseniz Guimarães de Moura

    Ótimo podcast sobre estes adoráveis demônios sadomasoquistas do inferno! Só acrescentando mais algumas informações: Hellraiser também teve a sua versão em quadrinhos com nome de caras como Neil Gaiman, Alex Ross, Mike Mignola além do próprio Clive Baker entre outros artistas envolvidos nas histórias. Ao meu ver o grande motivo da série ir decaindo cada vez mais ao longo do tempo é que os filmes foram sendo feitos de forma apressada de qualquer jeito para não devolver os direitos da franquia. Além do fato de nem o Clive Baker (que foi se envolvendo mais com seus trabalhos como artista plástico, com os quadrinhos e produzindo outros livros) e depois de um tempo o Doug Bradley (que desceu a lenha no roteiro do filme que optou em não participar, que não tinha quase nada escrito, dizendo que nem a pau aquilo é uma tentativa de abordagem séria pra reviver a franquia hellraiser) estavam mais diretamente envolvidos nos projetos. Para o bem ou para o mal Clive Baker ano passado anunciou no facebook que entrou em um acordo e deve fazer um Remake do filme com a presença de Doug Bradley novamente como Pinhead.

    • mau_franco

      Valeu pelas informações Joseniz…por isso que digo, os comentários são um complemento do podcast…Tenho muito, mas muito medo mesmo de um remake deste filme…Mesmo com a participação do Barker.
      Abs

  • Dariek

    Olá bípedes,fiquei um tempo sem comentar, mas agora vou voltar a comentar em todos os episódios.
    Como quase todas as vezes,não vi o filme falado,já que sou bem mais novo que vocês.Mas fiquei bem interessado e vou coloca-lo na minha lista(junto com gremlins e A hora do pesadelo)
    E uma sugestão,vocês tem a intenção de fazer um cast sobre os filmes do George Romero?A noite dos mortos vivos é um filme obrigatório pra qualquer um que goste de terror/zumbis.

    • mau_franco

      Dariek, até entendo vc não ter visto Hellraiser já que é garotinho novo.
      Mas porra…Greemlins é obrigatório a partir dos 3 anos… Vc já tem 3 anos, né? hehe
      Abs,

  • Ricardo Henrique Rocha

    Ola
    Mau Franco, Leandro Vallina, Marcelo paradella e Rayana Lima
    parabens pelo FGcast #43 – Férias Frustradas , as aventuras da Família Griswold ao destino do parque “Walley Park” passando pelo tio Ed , é sensacional.
    Bom sobre o filme Hellraiser , é um clássico do terror trilha sonora muito boa , o roteiro é bom , agora os efeitos é anos 80 a gente não podia esperar muito , o final é aquele mesmo temos que acabar o filme por que a grana esta no fim , mas tem continuação e teve .
    um abraço para todos

    Ricardo

    • mau_franco

      E eu gostaria que tivesse tido uma continuação só Ricardo, infelizmente foram muitas.
      Fazer o que né?
      Abs,

  • Luiz Augusto

    Fala galera
    Para iniciar o comentário, você perguntou minha idade – 33 anos
    Ótima analise do filme, quando eu era moleque tinha medo do PInhead, só fui assistir adolescente e quando assisti pela primeira vez curti demais. O Pinhead é meu segundo favorito, só perdendo pro Freddie Kruegger.
    Hellraiser é insano demais, e apesar de todos os furos no roteiro, ainda continua muito bom de assistir. Baixei todos os outros, mas não tive coragem de assistir ainda.
    Você não assistiu American Pie? Se tivesse visto, saberia o que é MILF….rs

    A lingua assassina deve ser bom de tão ruim que é…
    E só para constar, é pedófilo sim.
    Abraço a todos

    • mau_franco

      Obrigado pelo apoio Luiz Augusto…o filme deixa claro que a Christy já tinha sofrido na mão do tio tarado…só o Leandro e o Paradela não viram isso.

      Veja o 2 e pode apagar os outros filmes, não perca tempo vendo…não teremos fgcasts além do segundo de qq forma.

      MILF MILF MILF!!!

      Abs,

  • jefferson piva

    É num teve jeito tive que assinar a Netflix pra assistir esse ai, não achei em lugar nenhum. Mas como não fico sem ouvir o FGCast… Abraços pessoal continuem sempre assim. (dando lucro pro Netflix) kkk

    • mau_franco

      Olha aí Netflix….Queremos comissão. hahaha!!!

      Abração Jefferson…

  • Thiago Boss

    Muito bom, reassisti relativamente a pouco tempo os dois primeiros já que minha esposa nunca tinha escutado falar.

    Sim, o começo do segundo é o final do primeiro… “Jesus Wept”, e acho que o final do segundo é tão ruim quanto do primeiro, cheio de efeitos de “choquinho” daqueles feito no caderno da escola na 3ª série.

    Não me recordo onde eu li ou ouvi falar que os pregos na cabeça do Pinhead eram marcações pra fazer os cortes quadriculados, só que acabou ficando muito interessante e deixaram.

    Este é um dos meus filmes favoritos, já que foi o que mais me amedrontou quando criança. O “cachorrinho” já me apareceu uma vez quando eu tinha uns 9/10 anos. eu estava com febre e delirando na cama, ainda me lembro do pânico que tive e de mal conseguir respirar.
    ====================================
    Estou gostando cada vez mais dos podcasts, sem contar a trilha que sempre tá tocando uns sons que curto também e está a cada novo podcast melhorando a edição e não estourando tanto o áudio quando saí da conversação pra vírgula (como disse o Leandro quando gravamos com ele no Bonus Stage).
    Parabéns!

    • mau_franco

      Quer dizer que o Leandro vai gravar o Bonuscast e fica falando mal da edição do FGcast? Ele vai ver só…vai estar com voz de gralha no próximo…ah não…ele já tem essa voz…então deixa. hahaha

      Vc tinha medo do carrinho de mão Thiago? Sério?
      Aposto que sujou a cama quando estava alucinando.

      Sobre este papo dos pregos marcando…sei não cara…tá com cara de lenda, as marcações nas fantasias são feitas com réguas e pontinhos feitos a caneta, não tem por que enfiar pregos na mascara…

      Abs,

  • leandro camargo

    Fala galera, voltando a comentar aqui depois de um bom tempo rs,hellraiser eh mt foda mesmo com tds as falhas e erros, tem uma cena q o cara la q machucou a mao aparece com a mao enfaichada, e numa outra cena a faicha aparece na outra mao rs, so mais um errinho. Eu tenho os dois primeiros aqui e estava pensando em completar a coleçao mas como vcs disseram que sao ruins vou deichar pra la ,confiando em vcs kkk.Bom,o cast ficou mt bom, adorei a trilha sonora no fundo, que bom ue vcs voltaram aos classicos do terror, estou aguardando agora casts de hallowen,poltergeist e claro como nao podem deichar de fora o exorcista. Parabens por maos uma exelente analise de um classico do terror,abraços

    • mau_franco

      Valeu Leandro…Não deixe de comentar sempre cara…Sobre os clássicos de terror, estarão sempre por aqui…somos fãs…
      mas não apenas filmes antigos…logo logo o Marcelo e o Leandro aceitam minha sugestão de pauta de Piranha 3-D. hehe!

      Abs,

  • Augusto Ganzert

    Assim, que vi qual era o assunto no novo FGcast, tive assistir Hellraiser antes de ouvir o FGcast 44. É a primeira vez aqui, que vejo o filme antes de escutar a conversa de vocês. Na vespa assada, ouvi primeiro o FGcast 43 e depois assisti ao filme Férias Frustradas, que eu nunca tinha visto na minha vida. Ambos os filmes são bons, porém um pouco datados.

    • mau_franco

      Não tem como um filme dos anos 80 não estar datado hoje em dia Augusto…
      Eu vejo isso como algo positivo…adoro filmes cheirando a mofo. hehe!
      Abs,

  • Leandro Dias

    Mau franco a lingua assassina de 1996 com a gatissima Melinda Clarke ela e bem conhecida ela ja fez varios filmes e series como a volta dos mortos vivos 3 (1993),Spawn(1997),Tremors 3 (2003), 88 Minutos (2007) com Al Pacino e as series CSI,Chuck,The Vampire Diaries, Nikita. Um abraço mau franco

    • mau_franco

      Sim…inclusive ela estava na capa da Volta dos Mortos Vivos 3…Com certeza verei a Língua Assassina. Deve ser ótimo.

      • AzBats

        Ela também participa do infame “Spawn – O Soldado do Inferno”. A personagem dela Priest é quem mata o Al Simmons, o que leva a alma dele ao Inferno e temos o famoso pacto: a chance de retornar a Terra e como pagamento Al Simmons se tornará um Soldado do Inferno contra as forças do Paraíso.

  • Jusier de Melo

    FALA GALERA!!!!! Esse site devia se chamar “máquina do tempo” porque todas vez que entro aqui eu volto no tempo com vcs pra os anos 80. Parabéns!!!

    • mau_franco

      OK Jusier…somos um bando de velhos falando de coisas velhas. hahaha!
      Mas juro que a intenção não é falar de filme velho e sim de filme bom…
      Não temos culpa que não se fazem mais filmes como antigamente.
      Abs,

  • Marcelo Chaves Goncalves

    Mau Franco, Leandro Vallina, Marcelo paradella e Rayana Lima (copiei isso pq tava com preguiça de escrever, créditos Ricardo Henrique Rocha 🙂 )

    Parabens pelo excelente FGCAST. Hellraiser é um dos filmes que eu assisti e realmente pouco lembrava dele, não sei o motivo mas. Só lembrava das chamadas no SBT e de uma ou outra cena. Obrigado por me alembrarem deste clássico do terror (e do sadomasoquismo para alguns)

    Rachei o bico quando o Mau Franco falava que o Tio Pedofilo estava chupando os caras, algo que fazia sentido mas que deixo que foi falado tornava a cena muito pior do que realmente era, acho….

    Continuem com os bons casts (Aliais Elogio também o FGCAST#43 – Férias Frustadas que foi muito legal e o #42…ah deixa de puxa-saquismo…vcs ja entederam acho….)

    • mau_franco

      Obrigadão Marcelo…
      Revi o filme e continuo achando que ele chupava os caras, não apenas enfiava o dedo como a Rayanna falou…
      Êpa, enfiar o dedo também é putaria…deixa pra lá. hahaha!

  • Esse primero filme é um clássico! Pelo tempo que foi feito, a história que é original e pelo esforço de Baker em pesquisar mto sobre mitologia e teologia pra construção de algumas das suas melhores histórias. Coisa que na literatura de terror havia bastante carência, e autores do gênero, como Stephen King, reconheceram ja em declarações o quão foda o Baker consegue ser quando quer.

    Foi meu primeiro episódio que ouvi do podcast de vcs, pretendo ouvir os demais. Me atraiu pelo post, quando fui la na comunidade de podcasts divulgar o meu pod, o ArgCast – http://www.dinamo.art.br/podcasts !

    Abraço!

    • mau_franco

      Fala HDR, um honra ter vc entre nossos ouvintes, ouço o Argcast faz tempo, acho que desde o episódio de Atari e gosto muito…
      Já fique convidado pra participar com a gente quando quiser..
      Abs,

  • Joseniz Guimarães de Moura

    Lembrei de outro trabalho de Clive Baker bem legal dos anos 90 que também tem sua versão em quadrinhos e cinematográfica. Nightbreed (Raça das Trevas chegou a passar na Globo com o título criaturas da noite) tem uma trama bem interessante. Se não conhecem ainda é algo que vale a pena conhecer. https://www.youtube.com/watch?v=-syV_4BhzgI

    • mau_franco

      NightBreed, bela lembrança cara…esse filme é daqueles que eu acho que vi…mas não tenho certeza…
      De qq forma vai pra minha lista infinita de filmes para ver…
      Valeu!

  • Gutembergue Lucas

    Gente o Clive Barker’s também fez o roteiro de um jogo de terror chamado Clive Barker’s Jericho, Link do gameplay do jogo https://www.youtube.com/watch?v=YJG_PChVygE#aid=P-jo3Th3_Nk

  • danielgfm

    Eu não assisti ao filme, e, mesmo com o excelente podcast, não irei vê-lo de forma alguma. Mas, de toda forma, eu acho interessante o universo de Hellraiser por conta de um RPG que dá toda uma base a história dos Cenobitas e afins, que se chama Metrópolis, uma sub-dimensão de algo chamado como Paradisia e que fala justamente nas questões sobre os prazeres e afins…

    De toda forma, gostei do Podcast por conta das “cenas” dubladas em português e dos fuk-fuk do Leandro, o único santinho que não sabe o que é MILF! 😛

  • Salve, galera do FG! Estive ouvindo hoje esse episódio sobre Hellraiser e tá muito maneira a discussão. Particularmente, como escritor, eu sou bem mais o Barker do que o próprio King, sem demérito, obviamente. Enfim, ótimo episódio, daqueles que fazem tu ficar respondendo coisas mentalmente como se tivesse no meio da conversa, hehe.

  • José Carlos Fantini

    KKK!!! A perversão do Mau Franco me fez dar muitas risadas… KKK!!!
    E, o pior é que concordo quase que 100% com ele neste Cast… KKK!!!

    Muito bom!!!

    Até sempre!!!

  • Anderson Alves

    Achei esse podcast aleatoriamente na internet numa pesquisa sobre o filme em si, assisti demais na infância, recentemente li o livro coração condenado que é praticamente um roteiro do filme, existem algumas pequenas diferenças, o ritmo da história é mais dinâmico e resumido no filme em comparação com o livro, entre as alterações, o Larry tem outro nome no livro, seria Rory, os outros personagens permanecem com o mesmo nome, quanto a Kirsty no livro ela é uma amiga do Larry/Rory apenas, e não é personagem principal no começo da história, o filme segue quase que integralmente o livro.
    E em relação aos cenobitas eles não são a ameaça maior, eles fazem a função deles que é entregar o combinado, não importa se o portador do cubo estava consciente do que estava fazendo ou não, senti que faltou o filme mostrar o que os cenobitas fazem com o Frank, mas pelo orçamento limitado e a classificação podemos relevar, mas isso também falta no livro, aliás 100 páginas é muito pouco, quanto ao Frank saber ou não o que esperar dos cenobitas, de fato ele não sabia, no livro a expectativa dele era de virgens esperando por ele, acho o lance da pele muito furado desde a primeira vez que vi o filme, no mais creio que um remake com um orçamento melhor ficaria legal o resultado.
    Obs: o lance da Júlia transando com o Frank em carne vivo, no livro acontece literalmente kkkkk.

  • mau_franco

    Legal Anderson.
    Seja bem vindo ao fgcast, tem varios outros episodios que acho que vc vai curtir.
    Acho que vou por este livro na minha lista. Valeu a dica.
    Abs

  • Anderson Alves

    Bacana já deixei o site nos favoritos no celular, procure coração condenado em PDF no google, sério é o roteiro do filme praticamente, na real não enxergo o pinhead como vilão, os filmes a partir do terceiro exploram mal o personagem, se houvesse um filme que explorasse o universo por trás dos cenobitas seria fantástico, material para isso o autor dos livros tem escrito recentemente.