Borderlands: The Pre-Sequel [IDKFA]

Borderlands_The_Pre-Sequel_box_artEu sempre fui a favor de jogos que viessem a inovar e renovar o mercado de games, mas, as vezes, as empresas adoram abusar da prática de continuação sem nenhuma inovação e pensei que a série Borderlands poderia sair do escrutínio cada vez mais presente na indústria gamer, mas, ao jogar Borderlands: The Pre-Sequel, me enganei completamente.

Leia as análises de Borderlands 1 e Borderlands 2, que o Filmes e Games já fez.

Se o primeiro foi algo de explodir a cabeça de um fã de FPS, no qual a jogabilidade mistura um sistema de RPG juntamente com a possibilidade de se jogar online coop e uma história completamente louca e cativante, no segundo temos a continuação desta história, um refinamento no sistema de RPG e uma história com personagens ainda mais interessante, pena que o terceiro jogo continua a seguir a mesma fórmula sem nada demais.

Antes de continuar a chutar o balde que está na cabeça do Pre-Sequel, vamos a sinopse dele.

Situado entre o Borderlands 1 e 2, Pre-Sequel é contado por uma Athena, a Gladiadora, uma Assassina que trabalhava para a Atlas Corporation, introduzida no DLC de Borderlands 1: The Secret Armory of General Knoxx.

Ela então conta a sua história que começou logo após a morte do General Knoxx, quando ela recebeu uma oferta para encontrar um Vault de um programador da Hyperion, chamado Jack. Ela então se une a outros Vault Hunters, Nisha, Wilhelm e Claptrap, em uma nave espacial a caminho da base lunar da Hyperion, conhecida como Helios.

No caminho a base, eles são emboscados pela Lost Legion, um batalhão de soldados da Dahl comandados pela Coronel Tungsteena Zarpedon e acabam se chocando com a base lunar. Após se encontrarem com Jack, eles tentam usar o sistema de defesas de Helios, mas notam que um sinal advindo de Elpis, a lua de Pandora, não permite que nada funcione. Então os Vault Hunters são mandados para Elpis com a missão de acabar com o sinal e, assim, conseguirem detonar a Lost Legion.

Os novos brigões

Os novos brigões

Se você for um jogador assíduo desta franquia perceberá a volta de alguns personagens que apareceram tanto em Borderlands 1 quanto no 2, tornando o jogo interessante para aqueles que querem saber um pouco mais a respeito sobre a história destes personagens.

A jogabilidade pouco mudou entre o Borderlands 2 e o Pre-Sequel, em que a sua maior diferença está na gravidade menor, por conta do jogo se passar em Elpis, a possibilidade de congelar os inimigos e o problema de ter de lidar com o pouco oxigênio de seu equipamento, ademais é o mais do mesmo.

BorderlandsPSE302

Das piadas engraçadas, da história que, a priori não leva isso a lugar nenhum, uma trilha sonora menos interessante e uma jogabilidade pouco modificada, Borderlands: The Pre-Sequel poderia ter sido muito mais, só que do jeito que foi lançado, não merecia ganhar o título de um jogo completo, mas algo como uma DLC maior.

Creio que o meu maior problema neste jogo é que a música tema dele não me pegou, como foi o caso de Borderlands 2…

Talvez seja o fato de querer uma continuação direta ou por conta de não querer que Borderlands vire uma franquia semanal como Assassins’s Creed, este título caiu muito no meu conceito. Mas para quem ainda vai jogar, o jogo está disponível para Windows, OSX, Linux/Steam OS, Playstation 3 e XBoX 360.

Nota do Autor: 6.5
Nota do público:(0 votos) 0
Dê a sua nota:

Galeria

BLPS_E3_Willhelm_Stingray

borderlands-the-pre-sequel-screenshot-01

blpsgroup1280jpg-2a481a_1280w

A música foi bem chatinha para mim, no qual esta abertura foi MUITO MELHOR! Welcome to Pandora Kiddos.

Daniel G. Fernandes
Este ser é um viciado em games, sejam de consoles, sejam de PC's e tem uma paixão arrebatadora em Tecnologia, aficcionado em filmes dos anos 1980 e 1990, ele pode não se lembrar o nome do diretor, do filme ou do ator, mas quando tem opinião ele fala mesmo! SegaManiaco de Coração, ele também bate ponto nos sites Gamehall, Marketing & Games, Blast Processing, Brazuca Gamer e Comunidade Mega Drive!

Daniel G. Fernandes publicou 48 posts. Veja outros.

Publicidade

  • mau_franco

    Já não gostei do primeiro…imagine este…