Castlevania – Análise e Gameplay [NEStalgia]

Não pule que a Medusa te pega.

Castlevania_(NES)_14

 

NEStalgia é o nome da coluna onde revivemos jogos bons e jogos péssimos não tão bons.

O game de hoje é um dos maiores sucessos de crítica do Nes e pai de uma franquia poderosa.

c1

 

Game e história:

Castlevania foi lançado pela Konami para os consoles Nes em 1986. Ficou conhecido por ser um game plataforma e que um mês após o seu lançamento saiu também uma versão para MSX2 (Vampire Killer) que era praticamente o mesmo game, só que com introduções de RPG no gameplay.

O enredo do game conta que a cada 100 anos o Conde Drácula acorda para infernizar o povoado e Simon Belmont é o cara que vai botar fim aos planos do sanguessuga.

 

Gráficos e Som:

c2

Um game side-scrolling em que os cenários sombrios dão um toque a mais no game, lembrando que naquela época os videogames eram considerados brinquedos de criança e quase todos os jogos eram infantis (coloridos e alegres). Castlevania pegou os jogadores de surpresa com a sua temática de terror, é claro que não se compara com os survivor horror que temos hoje, mas nos anos 80 não tínhamos muitos zumbis e vampiros nos jogos.

Assim como as fases do castelo e seus corredores são bem caprichadas, a trilha sonora também teve um belo diferencial com suas músicas estilo orquestradas.

 

Jogabilidade e dificuldade:

Controles fáceis, pular e bater, mas com um personagem meio pesado e durão, faz com que Castlevania não seja impossível mas também não é game pra qualquer jogador terminar.

Castlevania-2

A sua arma (chicote) pode ser melhorada, a sua arma secundária (machado, água benta, etc) ajuda muito nas batalhas com os chefões. A dica crucial para se ir longe em Castlevania é avançar com calma para não ser pego de surpresa e coletar o maior número de itens possíveis, assim terá muito poder de fogo contra os chefes de fase.

 

Conclusão:

Se você só jogou Castlevania: Symphony of the Night do PS1, e acha aquele o melhor game da série, é claro que você tem razão (ele é mesmo), mas vale muito a pena ver onde tudo começou e com certeza você também irá se identificar muito com esse game.

Gameplay:

Assista o vídeo e relembre esse clássico! Fique com a dica também de como conseguir uma super carteira da Nintendo no início do vídeo.

Curiosidade:

Já assistiu o filme do Castlevánia? Veja AQUI.

Nota do Autor: 8
Nota do público:(1 voto) 9
Dê a sua nota:

Se você curte jogos antigos, visite as colunas Botão Solitário (Atari), NEStalgia (Nes) e 16 Bits Fever (Mega/Snes).

E ouça os podcasts que gravamos desses consoles clássicos.

FGcast Atari AQUI.

Capa

FGcast Mega Drive AQUI.

25-1

FGcast Nintendinho AQUI.

fgcast_fanpage nes

FGcast Resident Evil AQUI.

FGCast-b

FGcast Exclusivos Sony AQUI.

banner31-G

FGcast Snes AQUI.

FGCast55

FGcast PS2 AQUI.

facebook-e-twitter-fgcast-65

Até a próxima e bons jogos.

Fui pro game…

Leandro Vallina
Formado em Comunicação Social. Tem como prioridade na vida cuidar da filha, jogar videogame, alimentar e passear com os cachorros, alimentar e passear com a esposa e jogar mais um pouco de videogame.

Leandro Vallina publicou 1081 posts. Veja outros.

Publicidade

  • Rafael Antunes

    Joguei pouco este game por acha-lo dificíl, eu era muito preguiçoso e ficava brabo facil quando morria e tinha que começar de novo!

  • leonardo.bariani

    leandro voçe deveria ter aproveitado o gast do duro de matar em dezembro para falar também do jogo die hard do nintendinho

  • danielgfm

    Eu me lembro da primeira vez que eu joguei este título, foi em 1992, por conta daquele Guia Gamer da Ação Games, só com ele para seguir adiante neste jogo dificil!

  • Pingback: FILMES E GAMES - E tudo sobre a cultura POP | Astyanax - Análise e Gameplay [NEStalgia]()