Divertida Mente (Inside Out, 2015) – Crítica

A Pixar fez de novo, o que já não é surpresa pra ninguém.

divertidamennacional

Em Divertida mente conhecemos o complexo e maravilhoso mundo das emoções. Como pôde ser visto no trailer que despertou a curiosidade de todo o planeta, cada uma de nossas emoções possui uma persona que vive em nossa cabeça e sempre que necessário assume o controle. Estão lá a Alegria, o Medo, a Raiva, a Repulsa (nojo) e, é claro, a Tristeza.

20150310-divertidamenteEste mundo nos é apresentado através da vida de Riley, de 11 anos, que está passando por um momento difícil em que sua família precisa se mudar para a Califórnia, deixando para trás sua pacata e feliz vida em Minessota. É justamente no turbilhão de emoções que esta mudança drástica causa na cabeça de Riley que as coisas saem do controle. Cabe então à Alegria e a Tristeza partirem juntas em uma aventura pelo mundo das emoções e das lembranças para colocar tudo de volta nos eixos.

Não importa se você vai se identificar mais com a personagem Alegria, com a Tristeza ou até mesmo com o Raiva…Toda a fantástica estrutura bolada pelos roteiristas da Pixar a respeito de como funcionam as emoções no nosso cérebro está tão bem pensada e é tão bem elaborada que encantará até o mais ranzinza dos adultos.

Inside-Out-01Se há algum ponto negativo no filme, é exatamente o fato de que talvez as crianças menores não consigam acompanhar toda a trama complexa e bem amarrada. Os problemas causados pelas emoções e as consequências que esses problemas causam na personagem principal do filme, e principalmente a incrível jornada vivida por Alegria e Tristeza para voltar para a sala de controle podem ser um tanto quanto complexos para os pequeninos. Há partes, por exemplo, em que conceitos como as diferenças entre duas e três dimensões são explorados de forma tão genial que realmente não farão o menor sentido para os mais novos, mas é justamente aí que os pais se deliciam.

Outro ponto que considerei negativo no filme, e deixo claro aqui que se trata de uma opinião pessoal não compartilhada pela maioria das pessoas com quem conversei, é a simplicidade física dos personagens. Parece que toda a criatividade que sobrou no enredo faltou na elaboração dos bichinhos, todos absolutamente simples, parecendo terem sido feitos de massinha, o que pode ter sido já uma forma de simplificar a produção do merchandising, porque acreditem, vocês verão estes bonequinhos pendurados nas mochilas das crianças por um longo tempo.

1418149140944-e1424212892863

Não por acaso a Pixar buscou inspiração no seu maior sucesso, Divertida mente tem muitas coisas semelhantes a Toy Story e facilmente emociona ao falar sobre as coisas mágicas que são perdidas quando as crianças crescem. Mas é justamente na parte original de seu roteiro e na criatividade absurda de quem bolou esse incrível universo que o filme realmente encanta.

Já assistiu Divertida mente? Então deixe sua nota aqui e aproveite para deixar seu comentário no final do post.

Nota do Autor: 8
Nota do público:(35 votos) 8.2
Dê a sua nota:

Saindo do Cinema:


Trailer dublado:

Mau Franco
Formado em ciências da computação e pós-graduado em administração e gerenciamento de projetos, trabalha 9 horas por dia em uma grande empresa. O pouco tempo que lhe resta é passado com sua esposa, filhos, cachorros, alguns poucos games e algumas centenas de filmes.

Mau Franco publicou 297 posts. Veja outros.

Publicidade