Goof Troop – Análise

Conhecido nas locadoras como Pateta e Max.

Capa

O Super Nintendo foi um dos consoles que mais joguei na minha vida. Foi com ele que conheci e passei a frequentar as locadoras de jogos. Passava a semana aguardando a sexta-feira, dia que eu e meu amigo pegávamos nossas bicicletas e íamos alugar alguns games. Como o objetivo era jogarmos juntos, procurávamos games com modo cooperativo, e entre tantos a escolher, Goof Troop era o mais requisitado.

Desenvolvido pela Capcom e lançado em 1993, Goof Troop é um jogo de ação/aventura e puzzles que conta a história de um resgate, em que Pateta e Max vão a uma ilha resgatar seus amigos Bafo e BJ, ambos sequestrados por piratas. A história é digna de um dos capítulos do desenho animado em que o game foi baseado, que no Brasil ficou conhecido como A Turma do Pateta.

intro

Para resgatar os reféns, o jogador passará por cinco áreas da ilha: uma praia, uma vila sendo atacada, um castelo assombrado, um vale montanhoso e um navio pirata, local onde Bafo e BJ estão sendo mantidos presos. Cada área dessas possui inimigos e quebra-cabeças de diferentes dificuldades, e claro que para passar de uma área para a outra o jogador deverá enfrentar e derrotar um chefão.

O gamer poderá usar diversos itens no decorrer do jogo, sendo que cada item tem sua função: alguns servem para distrair inimigos, iluminar locais escuros, cavar buracos, entre outros, mas existe um número máximo de itens que se pode carregar: no modo individual são até dois itens e no modo cooperativo apenas um item por jogador; caso o jogador já esteja carregando o número máximo de itens ao tentar pegar outro, este substituirá um item qualquer.

Potes, pedras, vasos, barris e alguns itens podem ser usados para enfrentar e derrotar os inimigos.

Potes, pedras, vasos, barris e alguns itens podem ser usados para enfrentar e derrotar os inimigos.

O jogo é muito bonito, passando uma sensação de mapa aberto por sua visão de cima, onde em cada área o jogador pode ir e voltar quantas vezes quiser até enfrentar o chefão e seguir para a próxima área.

Frutas e diamantes coloridos podem ser encontrados e coletados nas áreas. As frutas tem a função de melhorar a saúde dos personagens, enquanto que o diamante vermelho dá uma vida e o azul um continue. Caso o jogador gaste todas as vidas e continues, ele terá que começar desde o início, a não ser que o mesmo tenha anotado o password, pois entre uma área e outra um deles é revelado, assim caso o jogador não tenha mais continues ou tenha que, por algum motivo, desligar o console, não precisará começar o game do início. Lembrando que o game não salva o progresso na fita!

puz

A diferença entre os dois personagens é que o Max é mais rápido e o Pateta mais forte.

A maioria dos quebra-cabeças que existem no jogo são fáceis, basta chutar as pedras em cima de marcações no chão. Conforme o jogador avança no jogo, a dificuldade aumenta, inimigos irão atrapalhar e a combinação de movimentos para colocar as pedras em suas marcações exigirá um pouco mais de atenção e raciocínio, e caso o jogador tranque alguma pedra e não consiga executar o quebra-cabeça, basta sair e entrar novamente na área que o quebra cabeça se reinicia.

Conclusão:

Goof Troop é um jogo ligeiramente fácil, que faz o jogador pensar um pouco e que cumpre com seu objetivo: entreter e divertir. A melhor experiência do jogo se consegue no modo cooperativo, em que os dois jogadores devem conversar para combinar movimentos e itens, e assim executar os puzzles e derrotar os chefes de maneira mais fácil.

Graças aos emuladores podemos jogar este game com legendas e menus em português, mas a melhor experiência com ele ainda é no console, em que devemos fazer o famoso ritual de assoprar a fita antes de encaixa-la e ligar o poderoso Super Nintendo.

Sem título

Indiferente se você o jogou em um emulador ou no console, tenho certeza que o último quebra-cabeça te fez perder um bom tempo pensando.

Nota do Autor: 9
Nota do público:(6 votos) 9.6
Dê a sua nota:

Ouça nosso FGCast sobre o Super Nintendo AQUI!

Rafael Antunes
Gaúcho nascido em 1992, apaixonado por filmes, series, livros e games, principalmente games. Tenta aproveitar cada momento de sua vida, não perdendo a oportunidade de ir ao cinema ou virar uma noite na frente do Video Game.

Rafael Antunes publicou 18 posts. Veja outros.

Publicidade

  • leandrovallina

    Eu, que sou “dono da razão” (e Seguista.kkk) sempre achei que o Mega tinha os melhores jogos da Disney, mas ta ai um jogo que eu sempre fiquei com vontade de jogar no console rival