Festa da Salsicha (Sausage Party) – Crítica

Seth Rogen, James Franco e seus amigos, transportados para um mundo onde são produtos alimentícios. É, só poderia ser algo bem engraçado e idiota!

556589-jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

 

 

Dentro de um supermercado, os alimentos acreditam que os humanos são deuses, e o lugar para os mesmos levam os alimentos é o paraíso. Alimentado por essa ideologia, temos Frank é uma salsicha que sonha em finalmente “preencher” Brenda, um pão de cachorro quente. Certo dia, os dois são escolhidos dentro de um carrinho de supermercado, porém, outro alimento começa um escândalo por ter voltado do paraíso e dizer que lá não é o lugar que as comidas pensam ser. Após algumas confusões, Frank e Brenda se perdem em meio ao supermercado e agora tentam retornar para suas prateleiras enquanto tentam descobrir a verdade por traz do paraíso.

Seth Rogen é como Adam Sandler. O mesmo tem seu estilo de comédia, e tenta sempre juntar seus amigos para fazer os filmes. No entanto, Seth Rogen consegue. Essa mesma turma foi responsável por filmes como Segurando as Pontas e É o Fim. Ou seja, se você já viu algum desses filmes, não é difícil imaginar esse desenho.

Festa da Salsicha desde cara não é um filme para crianças, uma animação, mas para crianças, não. O filme se utiliza de inúmeros palavrões, conotações sexuais e até mesmo a utilização das drogas em algumas cenas e até mesmo como artifícios de roteiro. Ok. Mas tudo isso é disfarçado e mascarado, deixando apenas implícito? De forma alguma. O filme não esconde aquilo que quer ser. Aliás, ele usa e abusa da sua diferença. É notável como tudo que é colocado no longa é posto com gosto e feito com um sorriso na cara desses malucos.

No entanto, justamente esse diferencial pode ser o que irá dividir o público. Festa da Salsicha é um filme no estilo ame ou odeie. Certamente, inúmeras pessoas irão achar que é um filme muito apelativo e desnecessário, enquanto outras (como eu) irão rir o filme toda com as piadas infames, bestas e infantis que marmanjos de 30 anos escreveram. É um filme para se divertir, e é até difícil criticar um filme assim, pois ele já zomba tanto de si mesmo, é tão óbvio que ele não está ligando para ser sério ou até politicamente correto que o espectador apenas aceita aquilo que é apresentado.

Mas talvez o único ponto o qual eu tenho de reclamar é alguns minutos no final do longa que, digamos assim, utiliza muito do sexo. Me incomodou um pouco, mas não é algo que estrague tudo que está sendo feito. Mesmo assim, é um filme muito inteligente que consegue caracterizar incrivelmente seus personagens, assim como todo o supermercado, tendo certas partes do mesmo como cidade, selva, polo-norte, etc, mas nunca de forma descarada, você sabe que aquilo é um supermercado.

Aliás, apenas uma observação, aqui temos a melhor homenagem ao filme O Exterminador do Futuro, que já vi.

Em quesitos de dublagem (no meu caso, brasileira) é extremamente bem-feita e não incomoda. Todas são muito boas, mas a que realmente chama a atenção é a de Guilherme Briggs como o protagonista, Frank. Sua dublagem é impecável, e como já dito, a mesma não poupa no palavreado. Não espere coisas como “traseiro”, “filho da mão” e coisas do tipo. Espere o que há de pior, e além de tudo, em grande quantidade, as vezes até demais.

A animação é extremamente caricaturesca. Tudo é feito com muito esmero, principalmente os alimentos que você consegue entender todos logo de cara, mas em relação aos humanos, realmente ocorre um exagero com relação a eles, sejam homens e mulheres.

E por fim a trilha sonora que é realmente boa. Compõe muito bem o filme além das faixas de outros artistas que são utilizadas.

Festa da Salsicha é uma animação completamente para adultos. De verdade, não pense em levar qualquer criança no cinema para ver esse filme. Seu humor é repleto de palavrões, sexo e drogas, mas funciona, é engraçado e diverte do começo ao fim, além de ser um filme extremamente inteligente por completo. Porém, é notável que seja um filme ame ou odeie, mas eu me diverti de forma escandalosa.

Nota do Autor: 9
Nota do público:(3 votos) 8.8
Dê a sua nota:

038451-jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx 040013-jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx 042513-jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx 246127-jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx 300000-jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx 300938-jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Trailer:

Arthur Lopes
Canal pessoal - Marmota Frita Fanático por cinema e video games em geral desde sempre, estuda administração mas seu verdadeiro amor permanece no mundo da sétima arte. Ama qualquer gênero cinematográfico, indo de romance até terror mas com preferência no drama, o que fez com que Batman - O Cavaleiro das Trevas se tornasse o seu filme favorito, consagrando Nolan como o mesmo. Mas também admira outros mestre do cinema como Eastwood e Tarantino. Escreve nas horas vagas e está adaptando um conto no intuito de transforma-lo em um roteiro para longa-metragem.

Arthur Lopes publicou 255 posts. Veja outros.

Publicidade