Mogli – O Menino Lobo (The Jungle Book) – Crítica

A lenda retorna, dessa vez de uma forma mais real e ainda mais mágica!

012972.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Mogli (Neel Sethi) é um garoto que fora resgatado da floresta quando pequeno pela pantera Baguerah. Sendo levado para os lobos, Mogli cresceu em meios aos animais e fez da selva seu novo lar. Até que então, Shere Khan, um tigre tenebroso e de ódio mortal pelos homens demonstra ter grande raiva do menino lobo e diz que quando os tempos de seca acabarem, o garoto irá morrer. Assim, Baguerah instrui Mogli para que fuja e vá virar junto da tribo dos homens. Mas essa é uma jornada que irá ser mais perigosa e divertida do que ele imagina.

Acho que o mundo conhece Mogli. A adaptação da Disney para animações foi um sucesso imenso, e como eu já palpitei em algumas críticas anteriores, é apenas questão de tempo para que algumas animações da Disney passem a ser adaptadas para live action. Mogli é a mesma coisa.

E isso é ruim? De maneira alguma.

Jon Favreau o diretor do fantástico primeiro filme do Homem de Ferro é uma escolha mais que perfeita para transmitir a fantasia, de forma cômica e doce, para o mundo real. Além de tudo, Mogli é um exemplo fantástico de como o CGI não é um mal para o cinema, e sim apenas um recurso que nos propõe mais diversão, assim como enaltece nossa experiência.

Todos os animais possuem traços realísticos, não há algum deles que seja mais animado ou fantasiado. A trama é boa, tem comédia, ação, aventura e toda a essência daquilo que vimos quando criança, a magia da Disney é jogada em nossos rostos e nossos olhos chegam a brilhar quando ouvimos Baloo e Mogli cantando, ou até mesmo os olhos de Kaa mudando de cor para atrair o menino na sua armadilha.

Algo que foi mais que genial foi a escolha dos dubladores. A excelente atuação da revelação, Neel Sethi como Mogli, todos os atores que dublaram são de extrema magnitude. Além de serem excelentes, é curioso como suas personalidades (a dos atores) está incorpora nos personagens. Bill Murray, um tiosão “de boas” que só pensa em tranquilidade dubla Baloo, um urso que só vendo o filme para entender a semelhança. A voz da razão, o mestre e homem de confiança, Bem Kingsley, incorpora Baguerah, a pantera tutora de Mogli. Ainda temos a sedutora e sexy Scarlett Johanson como Kaa, a cobra. O “badass” Idris Elba como Shere Khan, o tigre vilão do filme.

A fotografia traz uma boa gama de cores, o que deixa o filme muito vivo e pouco artificial pelo tanto de CGI que teve de ser utilizado. Mesmo assim, todo o capricho cria cenas magníficas e muitas delas idênticas ao do desenho.

E por fim a trilha sonora, que além de conter músicas da animação, consegue compor bem momentos de tensão, aventura, felicidade e comoção.

Mogli – O Menino Lobo é um trunfo, e de longe o melhor filme da Disney que está adaptando uma animação própria. A magia é evidente, os olhos do espectador brilham e ao terminar o filme, tudo que queremos são mais alguns segundos junto deste mundo magnífico.

Nota do Autor: 8.5
Nota do público:(8 votos) 9.2
Dê a sua nota:

035530.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx 086565.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx 103656.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx 104594.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx 384203.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Trailer:

Arthur Lopes
Canal pessoal - Marmota Frita Fanático por cinema e video games em geral desde sempre, estuda administração mas seu verdadeiro amor permanece no mundo da sétima arte. Ama qualquer gênero cinematográfico, indo de romance até terror mas com preferência no drama, o que fez com que Batman - O Cavaleiro das Trevas se tornasse o seu filme favorito, consagrando Nolan como o mesmo. Mas também admira outros mestre do cinema como Eastwood e Tarantino. Escreve nas horas vagas e está adaptando um conto no intuito de transforma-lo em um roteiro para longa-metragem.

Arthur Lopes publicou 263 posts. Veja outros.

Publicidade

  • Rafael Dantas Landim

    Filme mágico e espetacular, pena que a dublagem estragou um pouco a experiência, mesmo assim dou nota 9, poxa Mogli sempre foi um de meus desenhos prediletos.