Video Game Lives – São Paulo 2017 – Análise crítica

VGL 2017 mostra que não é um show apenas para os retros e conquista novo público..

 

Para uma parte do público presente no Teatro Bradesco em SP, o VGL seria uma grande viagem ao passado, com músicas de jogos clássicos sendo tocados por uma orquestra, mas o que surpreendeu esse pessoal foi que o show realizado na capital paulista no dia 4 de novembro teve uma dose nostálgica, par agradar os apaixonados por clássicos dos 8 e 16 bits, e outra dose de novos clássicos da nova geração.

De Castlevania (Nes) passando por Sonic,  Zelda, Chrono Trigger, Earthworm Jim, Pokemon, Final Fantasy e chegando a Shadow of the Colossus, Metal Gear Solid, World of Warcraft, Halo, Destiny e até Overwatch.

O local, Teatro Bradesco, teve sua lotação praticamente atingida. e a casa estava muito bem estruturada para receber o evento, antes do show ocorreu um concurso de Cosplay.

Começando sem atrasos, Tommy Tallarico já levantou a galera com a tradicional abertura clássica tocando Castlevania, os telões de alta definição ajudavam a embalar o publico com montagens de gameplays dos games que estavam sendo tocados no palco.

Durante o show alguns convidados (compositores de jogos) subiram ao palco para reger a orquestra. E por fim, quase duas horas de música, o show tinham que terminar com dois clássicos. Street Fighter com a homenagem ao Brasil dando destaque ao personagem brasileiro Blanka e a última música tocada (que fez o público ir a loucura) foi a tão pedida Top Gear, sendo que o próprio Tallarico mencionou que nas inúmeras apresentações que faz pelo mundo, apenas o público brasileiro pede pra tocar o tema de Top Gear, ja que o jogo não é muito conhecido lá fora, mas como ele mesmo disse, os brasileiros sabem o que querem, afinal a música é incrível.

Particularmente eu já assisti a duas versões da VGL em anos anteriores (2011 e 2012), e mesmo já não tendo mais o impacto da surpresa, ouvindo musicas de games que eu gosto sendo tocadas por uma orquestra, ainda consigo ficar arrepiado e emocionado em certas partes do show, a própria abertura com Castlevania e a música tema do Sonic são alguns desses momentos. Mas foi vibrante ver como temas (e games) tão recentes como Overwatch também podem entrar na lista de “novos clássicos” a serem tocados nas proximas versões de VGL. Conseguindo tirar a fama que VGL só é feita para a galera da geração 8 e 16bits.

Nota do Autor: 9
Nota do público:(0 votos) 0
Dê a sua nota:

OBS: Minha nota só não foi 10 pois senti falta de Super Mario Bros e Megaman, ou seja, puro mimimi meu

 

Agradecimento especial ao fotografo Water Reis Kuroi pelas imagens

Visite nosso álbum para ver odas as fotos desse evento na nossa fan page (AQUI)

Galeria de fotos:

Concurso de Cosplay

Leandro Vallina
Formado em Comunicação Social. Tem como prioridade na vida cuidar da filha, jogar videogame, alimentar e passear com os cachorros, alimentar e passear com a esposa e jogar mais um pouco de videogame.

Leandro Vallina publicou 1154 posts. Veja outros.

Publicidade